Carbono Galeria - Barock Brasilien - Candida Höfer

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Candida Höfer

Eberswalde, Alemanha, 1944 | Vive e trabalha em Colônia, Alemanha

Tendo como principal foco de seu trabalho a fotografia de arquitetura, Höfer desenvolve uma obra na qual lugares são ressignificados através de seu olhar. Dentre suas exposições mais relevantes estão a 11ª Documenta de... veja mais

Barock Brasilien
Fotografia
Técnica
Fotografia
Dimensões

( A x L)  63 x 74 cm (cada)
Data
2005
Edição
40

O tríptico mostra o interior de igrejas barrocas brasileiras. As imagens, realizadas durante uma viagem da fotógrafa ao país, não possuem qualquer figura humana, ressaltando as características e os detalhes da arquitetura, principal tema de interesse da artista.

Mais obras deste artista
  1. Shelves
Biografia

Eberswalde, Alemanha, 1944 | Vive e trabalha em Colônia, Alemanha

Tendo como principal foco de seu trabalho a fotografia de arquitetura, Höfer desenvolve uma obra na qual lugares são ressignificados através de seu olhar. Dentre suas exposições mais relevantes estão a 11ª Documenta de Kassel em 2002, a participação como representante da  Alemanha na Bienal de Veneza de 2003, e a individual no Museu do Louvre em 2006. A artista já mostrou seu trabalho nas principais instituições da Europa e dos Estados Unidos e figura nas coleções públicas do Centro de Arte Reina Sofia, do Museum of Modern Art (MoMA), Centre Georges Pompidou, Kunsthalle Basel, entre outras.  

Höfer começou sua carreira fotografando para um jornal, antes de ter se graduado na Kunstakademie Düsseldorf. Dentre suas séries mais conhecidas pode-se citar Zoological Gardens, de 1992, na qual zoológicos de diferentes países eram retratados com seus animais em reclusão e Douze-Twelve, série comissionada pelo Musée des Beaux-Arts et de la Dentelle de Calais, em que 12 esculturas da mesma série de Rodin são fotografadas nas diversas partes do mundo onde se encontram. Os trabalhos mais recentes levam nomes de lugares, como Dresden (1999–2002), Weimar (2004–06), Louvre (2006), Portugal (2006), e Bologna (2007). Estas séries têm elementos que se tornaram marcantes no trabalho da artista: locais vazios, fotografados de um ponto de vista que permite ao expectador apreciar os atributos arquitetônicos do espaço. Através da fotografia rigorosa de Höfer pode-se perceber, ao mesmo tempo, a monumentalidade e o detalhe, que aliam a construção física àquela do sentido.

Em entrevista cedida ao crítico Ludovico Pratesi, em 2009, a artista declarou que para ela os espaços que fotografa têm seu próprio caráter e vitalidade, revelando nas suas configurações espaciais as camadas de tempo e experiências pelos quais eles passaram, para se tornarem o que são, e eles parecem resistir a tais mudanças. Ela disse ainda que enfatiza uma espécie de “processo de negociação permanente” entre o espaço e seus usos através do tempo, mas de forma ainda mais básica entre a luz e o espaço.

 

Galerias Representantes
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Carbono Voucher
    3. Desenho
    4. Escultura
    5. Fotografia
    6. Gravura
    7. Instalação
    8. Joia
    9. Objeto
    10. Pintura
    11. Relevo de parede
    12. Serigrafia
    13. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Américas Amigas
    5. Art Rio 2014
    6. ArtRio 2015
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Daniel Rangel
    10. Curadoria Maria Montero
    11. Curadoria Paulo Miyada
    12. Curadoria Paulo Venancio Filho
    13. Dia de doar
    14. Dia dos namorados
    15. Dublê de corpo
    16. Instituto Reciclar
    17. Lançamentos
    18. Lembre-se de lembrar
    19. Múltipla de Múltiplos
    20. Múltiplos Pivô
    21. Myxathesys
    22. Nazareno
    23. O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro
    24. O tempo e os tempos
    25. PALAVRA-COISA
    26. Releituras da natureza-morta
    27. Sp Arte 2014
    28. Sp Arte 2017
    29. SP Arte Foto 2015
    30. Tão diferentes, tão atraentes
    31. Universo
    32. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10