Carbono Galeria - Decanter - Waltercio Caldas

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Waltercio Caldas

Rio de Janeiro, 1946 | Trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.  

A partir de uma extensa e consistente produção, que tem início nos anos 1960, Waltercio Caldas torna-se um dos artistas brasileiros mais importantes da atualidade. Sua obra integra coleções de instituições como... veja mais

Decanter
Objeto
Técnica
água, vidro, acrílico, fio de algodão e madeira
Dimensões

( A x L)  50 x 20 cm (diâmetro)
Data
2019
Edição
20 + 3PA

O diálogo constante com as possibilidades de representação do real e a natureza da arte estão presentes nos trabalhos de Waltercio Caldas e nos seus aparatos críticos face aos dilemas do mundo contemporâneo. Decanter trata do fenômeno da refração - o desvio angular entre os raios incidente e refratado, através de dispositivos da óptica geométrica. A refração é a mudança de velocidade da luz, que sofre variações em seu ângulo de incidência ao atravessar algo translúcido como a água. O que é dado para ver e o que é dado para pensar, sustentam essa confrontação incessante que se propaga nos enigmas de Waltercio.

Mais obras deste artista
  1. Como imprimir sombras
  2. Panorama
Biografia

Rio de Janeiro, 1946 | Trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.  

A partir de uma extensa e consistente produção, que tem início nos anos 1960, Waltercio Caldas torna-se um dos artistas brasileiros mais importantes da atualidade. Sua obra integra coleções de instituições como Centre Pompidou (França), Museum of Modern Art – MoMA (EUA), MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo e do Rio de Janeiro, Instituto Inhotim, além de outras coleções institucionais e particulares em todo o mundo. Entre as exposições de que o artista participou, destacam-se as 19ª, 20ª e 23ª edições da Bienal de São Paulo, 47ª e 52ª edições da Bienal de Veneza, Documenta 9, em Kassel, e 6ª Bienal do Mercosul.

Sua trajetória começa quando tem aulas com o artista Ivan Serpa, no MAM do Rio de Janeiro, em 1965. Poucos anos depois, em 1969, Waltercio cria seus primeiros e icônicos objetos-caixa, que irão delinear toda a pesquisa estética que o artista empreenderá a partir de então. Os Condutores de percepção (1969) serão seguidos por trabalhos como As 7 estrelas do silêncio (1970) e Centro de razão primitiva (1970).

A partir dos anos 1970, Waltercio Caldas consolida-se na cena artística brasileira e aproxima-se de críticos como Ronaldo Brito, que escreve seu primeiro livro, Aparelhos, em 1979. Passa a integrar a coleção de Gilberto Chateaubriand em 1971 e tem sua primeira exposição individual em 1973.

Segundo Brito, o trabalho do artista aborda a arte “como exercício de linguagem e como jogo, indagando-se sobre as suas significações”. Dos anos 1980 em diante, Waltercio irá sedimentar o conjunto de sua obra dentro dessa proposta, trazendo questões que ainda hoje permeiam sua produção. A obra do artista inclui esculturas, objetos, instalações e desenhos, além de projetos editoriais, de arte pública e de arte gráfica. 

 

Galerias Representantes
Destaques da Carreira

Meio espelho sustenido, 2007 - vinil adesivo, fio de lã, aço inoxidavel e pedra_dimensões variáveis

Giotto suspirando, 1998 - aço inoxidável e placa acrílica

Matisse - talco s/ livro ilustrado de H. Matisse

Condutores de percepção, 1969 - vidro e prata em caixa revestida de veludo

Vista da exposição Waltercio Caldas: O Ar Mais Próximo e Outras Matérias - Pinacoteca de São Paulo, 2013

   
Bibliografia
Titulo Salas e Abismos
Autor Waltercio Caldas
Editora Cosac Naify
Páginas 240
Titulo Manual da Ciência Popular
Autor Waltercio Caldas
Editora Cosac Naify
Páginas 79
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Carbono Voucher
    3. Desenho
    4. Escultura
    5. Fotografia
    6. Gravura
    7. Instalação
    8. Joia
    9. Objeto
    10. Pintura
    11. Relevo de parede
    12. Serigrafia
    13. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Américas Amigas
    5. Art Rio 2014
    6. ArtRio 2015
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Daniel Rangel
    10. Curadoria Ligia Canongia
    11. Curadoria Maria Montero
    12. Curadoria Paulo Miyada
    13. Curadoria Paulo Venancio Filho
    14. Curadoria Vanda Klabin
    15. Dia de doar
    16. Dia dos namorados
    17. Dublê de corpo
    18. Edição do Colecionador
    19. Elogios da cor
    20. IAC
    21. Instituto Reciclar
    22. Lançamentos
    23. Lembre-se de lembrar
    24. Lista de Casamento Alexandre e Gabriela
    25. Múltipla de Múltiplos
    26. Múltiplos Inhotim
    27. Múltiplos Pivô
    28. Myxathesys
    29. Nazareno
    30. O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro
    31. O que emana da água
    32. O tempo e os tempos
    33. PALAVRA-COISA
    34. Releituras da natureza-morta
    35. Sp Arte 2014
    36. Sp Arte 2017
    37. SP Arte Foto 2015
    38. Tão diferentes, tão atraentes
    39. Toscana: caminhos e constrastes
    40. Universo
    41. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10