Carbono Galeria - Esplanada - Rochelle Costi

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Rochelle Costi

Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, 1961 | Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.

Rochelle Costi é uma artista que trabalha com fotografia, vídeo e instalação. Sua concepção de fotografia como forma de colecionar é refletida diretamente em seu trabalho, geralmente organizado... veja mais

Esplanada
Fotografia
Técnica
C-print em metacrilato
Dimensões

( A x L x P)  41 x 58 x 3 cm
Data
2014
Edição
20

"Esplanada" é uma colagem construída a partir de duas imagens: a imagem de fundo é proveniente de um kit de slides educativos de Geografia do Brasil, na qual já podemos visualizar a construção da Esplanada dos Ministérios em Brasília; a figura que a sobrepõe faz parte de um manual de primeiros socorros inglês de 1950. A ideia surgiu a partir da observação da artista sobre o excesso de informação a que somos submetidos atualmente e nossa capacidade de aprendizado através de maneiras diversas. Rochelle usa, então, as colagens como instrumentos de associações conceituais e estéticas abertas, que podem ser interpretadas de várias formas. A obra faz parte da série “Didática”, que vem sendo desenvolvida pela artista e para a qual ela se apropria de manuais e de materiais didáticos de épocas diferentes.

Biografia

Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, 1961 | Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.

Rochelle Costi é uma artista que trabalha com fotografia, vídeo e instalação. Sua concepção de fotografia como forma de colecionar é refletida diretamente em seu trabalho, geralmente organizado em séries. 

A artista mistura fotografias com outras formas de expressão artística e muitas vezes as leva para a instalação. Trabalha com escalas diferentes e as confronta em suas imagens. Joga com pontos de vista causando certo estranhamento e desconforto, sensações que nos prendem em suas imagens e nos fazem refletir sobre elas. Impossível vê-las, é preciso olhá-las.

Utiliza-se da observação do cotidiano como ponto de partida para muitos projetos. A percepção do espectador é ativada pelo estranhamento e /ou pela identificação com os elementos apresentados.

Ressignificar o improviso e a informalidade populares, potencializando a percepção das relações público / privadas através da pesquisa no contexto urbano se faz presente em toda sua trajetória como em Quartos – São Paulo ( XXIIV Bienal de São Paulo,1998 ), Pratos típicos (Arte Cidade II, 1987), Dinâmica comum ( Instituto Tomie Ohtake, 2005), entre outros.

Destacam-se as exposições realizadas no Museu de Arte Moderna de São Paulo, no Centro Cultural São Paulo, no Museu da Imagem e do Som (São Paulo), no Espaço Cultural Casa da Ribeira, Sala Petrobrás Artes Visuais (Natal), no Paço Imperial (Rio de Janeiro), nas 24a e 29a  Bienal Internacional de São Paulo, na 11th International Architecture Exhibition (Veneza), na I Bienal del Fin del Mundo (Ushuaia), na Pinacoteca do Estado de São Paulo, na Neuer Berliner Kunstverein (Berlim), no Centre de la Vieille Charité (Marselha), no Walker Art Center (Minneapolis), no El Museu del Barrio (Nova York), no Centro de Arte Reina Sofia (Madri), nas 6a e 7a  Bienal de La Habana, na Fundación La Caixa (Barcelona). 

Galerias Representantes
Destaques da Carreira

A exposição Desvios, realizada na Celma Albuquerque Galeria de Arte, em 2008.

Na galeria Luciana Britto expôs a obra O Tempo Todo, 2013.

Residência, 29a Bienal de São Paulo, 2010.

   
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Carbono Voucher
    3. Desenho
    4. Escultura
    5. Fotografia
    6. Gravura
    7. Instalação
    8. Joia
    9. Objeto
    10. Pintura
    11. Relevo de parede
    12. Serigrafia
    13. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Américas Amigas
    5. Art Rio 2014
    6. ArtRio 2015
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Daniel Rangel
    10. Curadoria Ligia Canongia
    11. Curadoria Maria Montero
    12. Curadoria Paulo Miyada
    13. Curadoria Paulo Venancio Filho
    14. Curadoria Vanda Klabin
    15. Dia de doar
    16. Dia dos namorados
    17. Dublê de corpo
    18. Edição do Colecionador
    19. Elogios da cor
    20. IAC
    21. Instituto Reciclar
    22. Lançamentos
    23. Lembre-se de lembrar
    24. Lista de Casamento Alexandre e Gabriela
    25. Múltipla de Múltiplos
    26. Múltiplos Inhotim
    27. Múltiplos Pivô
    28. Myxathesys
    29. Nazareno
    30. O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro
    31. O que emana da água
    32. O tempo e os tempos
    33. PALAVRA-COISA
    34. Releituras da natureza-morta
    35. Sp Arte 2014
    36. Sp Arte 2017
    37. SP Arte Foto 2015
    38. Tão diferentes, tão atraentes
    39. Toscana: caminhos e constrastes
    40. Universo
    41. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10