Carbono Galeria - Luminária - Eduardo Coimbra

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Eduardo Coimbra

Rio de Janeiro, 1955 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.

O interesse de Eduardo Coimbra pelas questões que permeiam o estudo da paisagem e do espaço desdobra-se em instalações, maquetes, objetos, fotografias e desenhos. Seu trabalho foi exibido no Museo de... veja mais

Luminária
Objeto
Técnica
Impressão em duratrans, acrílico e led
Dimensões

( A x L x P)  20 x 50 x 50 cm
Data
2014
Edição
8

Uma imagem contínua e circular do céu ganha as alturas. A obra denominada “Luminária” é uma peça em formato cilíndrico de 50 cm de diâmetro que ilumina as nuvens brancas e o céu azul. Pode ser instalada junto ao teto ou mais baixa suspensa por um fio branco.

Mais obras deste artista
  1. Horizontes IV
Biografia

Rio de Janeiro, 1955 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.

O interesse de Eduardo Coimbra pelas questões que permeiam o estudo da paisagem e do espaço desdobra-se em instalações, maquetes, objetos, fotografias e desenhos. Seu trabalho foi exibido no Museo de Arte Moderna do Rio de Janeiro, MAM-RJ, em 2018, na CAIXA cultural de São Paulo, em 2017, na FUNARTE e no CCBB, São Paulo, em 2014, Instituto Tomie Ohtake em 2013, na 29ª Bienal Internacional de São Paulo em 2010, no Centro per l’Arte Contemporanea Luigi Pecci e na Bienal do Mercosil em 2001. Coimbra faz parte da coleção Itaú de Fotografia, da Pinacoteca do Estado de São Paulo e do MAM-RJ, entre outras.

De estádios de futebol a nuvens, o artista utiliza temos que permitem reconfigurar a noção corriqueira que se tem sobre o espaço. Em Estádios, esquemas impossíveis são deflagrados por maquetes para um campo de futebol-metáfora. Já em Luz Natural, trabalho apresentado na Bienal de São Paulo, a imaterialidade da luz, é reforçada pela representação da nuvem num jogo de duplo sentido. Recentemente, a investigação do artista sobre a luz e a paisagem levou-o a desenvolver uma instalação temporária para espaços públicos urbanos intitulada Nuvem, que foi apresentada no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Moscou.

De acordo com o curador Agnaldo Farias, “o artista parece defender a ideia que tanto é tangível à paisagem exterior, aquela pela qual se passeia ao mesmo tempo em que se vai colhendo com os olhos, quanto às representações da paisagem. Mais do que isso, trata-se de dois termos indissociáveis. Isto porque a pele do mundo é igualmente constituída pelas ideias e imagens que lhes são extraídas. Aquele que passeia pelo mundo é simultânea e inevitavelmente centro desse mundo; é quem o funda.” 

Galerias Representantes
Destaques da Carreira

Natureza da Paisagem - Belo Horizonte - 2011 - Museu de Arte da Pampulha

Luz Natural - Linz, Áustria - 2011 - OK Oberösterreich

Nuvem - Rio de Janeiro - 2008 - Praça XV de Novembro

   
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Carbono Voucher
    3. Desenho
    4. Escultura
    5. Fotografia
    6. Gravura
    7. Instalação
    8. Joia
    9. Objeto
    10. Pintura
    11. Relevo de parede
    12. Serigrafia
    13. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Américas Amigas
    5. Art Rio 2014
    6. ArtRio 2015
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Daniel Rangel
    10. Curadoria Ligia Canongia
    11. Curadoria Maria Montero
    12. Curadoria Paulo Miyada
    13. Curadoria Paulo Venancio Filho
    14. Curadoria Vanda Klabin
    15. Dia de doar
    16. Dia dos namorados
    17. Dublê de corpo
    18. Edição do Colecionador
    19. Elogios da cor
    20. IAC
    21. Instituto Reciclar
    22. Lançamentos
    23. Lembre-se de lembrar
    24. Lista de Casamento Alexandre e Gabriela
    25. Múltipla de Múltiplos
    26. Múltiplos Inhotim
    27. Múltiplos Pivô
    28. Myxathesys
    29. Nazareno
    30. O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro
    31. O que emana da água
    32. O tempo e os tempos
    33. PALAVRA-COISA
    34. Releituras da natureza-morta
    35. Sp Arte 2014
    36. Sp Arte 2017
    37. SP Arte Foto 2015
    38. Tão diferentes, tão atraentes
    39. Toscana: caminhos e constrastes
    40. Universo
    41. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10