Carbono Galeria - Olho carnívoro - Adriana Varejão

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Adriana Varejão

Rio de Janeiro, 1964 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.

Adriana Varejão é pintora e também trabalha com escultura, desenho, instalação e fotografia. No fim da década de 1980, Varejão produz telas com espessas camadas de tinta, tendo como parâmetro as... veja mais

Olho carnívoro
Fotografia
Técnica
fotografia digitalizada
Dimensões

( A x L)  20 x 16 cm
Data
2013-2016
Edição
100 + 10 PA

O retrato do olho da artista foi feito em 2013, na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. Então grávida de nove meses, Adriana Varejão estava em meio a produção de uma série sobre plantas carnívoras.

A foto foi inspirada na planta Dioneia que tem a estrutura de captura formada por dois lóbulos unidos pela base e presos na ponta de cada uma das folhas. A planta também é conhecida como Vênus papa-moscas, em alusão à deusa romana do amor e da fertilidade.

Biografia

Rio de Janeiro, 1964 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil.

Adriana Varejão é pintora e também trabalha com escultura, desenho, instalação e fotografia. No fim da década de 1980, Varejão produz telas com espessas camadas de tinta, tendo como parâmetro as igrejas barrocas brasileiras e sua azulejaria, como em Altar I, 1987. Posteriormente, passa a apropriar-se de imagens da história do Brasil, retomando representações etnográficas de indígenas e negros, como, por exemplo, as ilustrações do livro Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil, de Debret (1768 - 1848), para comentar o processo de miscigenação no país e a violência do processo de colonização. A artista percorre, assim, o repertório de imagens relacionadas ao Período Colonial brasileiro: os azulejos, os mapas e os registros dos viajantes.

Em outras obras, utiliza cacos de louça e pratos da Companhia das Índias, que são moldados e pintados pela artista, como em Linha do Equinócio II, 1997. Adriana Varejão faz também incisões e suturas em suas telas, como ocorre em Filho Bastardo II, 1997 ou em Parede com Incisões a la Fontana, 2000, nas quais, por meio dos cortes, deixa entrever uma matéria interna, que tem a aparência de carne. Também reproduz em seus quadros fragmentos anatômicos, fazendo referências a esquartejamentos e canibalismo, em obras de grande densidade simbólica.

Suas obras estão presentes em acervos de importantes instituições, entre elas The Metropolitan Museum of Art, New York; Solomon R. Guggenheim Museum, New York; Museum of Contemporary Art San Diego; Tate Modern, London; Fondation Cartier pour l’art contemporain, Paris; Fundación “la Caixa”, Barcelona; Stedelijk Museum, Amsterdam; Hara Museum, Tokyo e Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Já realizou exposições individuais em diversas instituições internacionais como Dallas Contemporary, Texas, 2015; The Institute of Contemporary Art, Boston, 2014; Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, Argentina, 2013; Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, 2013; Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2012; Hara Museum, Tokyo, 2007; Fondation Cartier pour l’art contemporain, Paris, 2005 ; Centro Cultural de Belém, Lisboa, 2005 e Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro e Brasília, 2001. Participou de diversas bienais como Coimbra, 2015, Bienal do Mercosul, 1997, 2005 e 2015, Istambul, 2011, Bucareste, 2008, Liverpool, 1999 e 2006, SITE Santa Fé, 2004, Sidney 2001 e São Paulo, 1994 e 1998, entre outras. Um pavilhão permanente dedicado à sua obra pode ser visto no Instituto Inhotim, em Minas Gerais. Adriana Varejão recebeu o Prêmio Mario Pedrosa (artista de linguagem contempora?nea), da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e o Grande Pre?mio da Crítica, da Associac?ão Paulista de Críticos de Arte (APCA), pela exposic?ão Histórias às margens, realizada em 2012/13 no MAM SP, MAM Rio e MALBA.

 

Galerias Representantes
Destaques da Carreira

Dallas Contemporary, 2015

Fundacao Cartier, Paris, 2005

ICA, Boston, 2014

Inhotim, 2008

MAM RJ, 2013

   
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Desenho
    3. Escultura
    4. Fotografia
    5. Gravura
    6. Instalação
    7. Joia
    8. Objeto
    9. Pintura
    10. Relevo de parede
    11. Serigrafia
    12. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Art Rio 2014
    5. ArtRio 2015
    6. Camila Castanho e Gabriel Dib
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Paulo Venancio Filho
    10. Dia de doar
    11. Dia dos namorados
    12. Dublê de corpo
    13. Fabiana e Cristian
    14. Instituto Reciclar
    15. Lançamentos
    16. Laura Buchamar e Paulo Rogério
    17. Lembre-se de lembrar
    18. Múltipla de Múltiplos
    19. Myxathesys
    20. Nazareno
    21. O tempo e os tempos
    22. Releituras da natureza-morta
    23. Sp Arte 2014
    24. Sp Arte 2017
    25. SP Arte Foto 2015
    26. Universo
    27. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10