Carbono Galeria - Passantinho - José Resende

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

José Resende

São Paulo, 1945 | Trabalha em São Paulo, Brasil.  

José Resende é escultor, artista influente nos movimentos de vanguarda desde os anos 1960. Entre suas mostras coletivas mais importantes estão quatro edições da Bienal de São Paulo, Bienalle de Paris de 1980, Bienal... veja mais

Passantinho
Escultura
Técnica
aço inox
Dimensões

( A x L x P)  60 x 4 x 1 cm
Data
1995
Edição
25

A obra Passante, em sua maior versão, chega a ter doze metros de altura, fazendo parte de coleções públicas como a do estado do Rio de Janeiro. O trabalho de formas abstratas sugere uma figura que caminha, fazendo pensar sobre o passar do tempo e seus desdobramentos. A Carbono Galeria tem dois tamanhos disponíveis do múltiplo: 180 e 60 centímetros de altura.

Mais obras deste artista
  1. Sem título
Biografia

São Paulo, 1945 | Trabalha em São Paulo, Brasil.  

José Resende é escultor, artista influente nos movimentos de vanguarda desde os anos 1960. Entre suas mostras coletivas mais importantes estão quatro edições da Bienal de São Paulo, Bienalle de Paris de 1980, Bienal de Veneza de 1988, Documenta de Kassel de 1992, Bienal de Sydney de 1998, Bienal do Mercosul de 2001. Resende teve exposições individuais no Brasil, Paraguai e Estados Unidos. Seus trabalhos integram os acervos do MAM – Museu de Arte Moderna e do Museu de Arte Contemporânea da USP, ambos em São Paulo; MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (coleção Gilberto Chateaubriand); Hakone Open Air Museum (Japão); Parque Olímpico de Seul (Coreia do Sul); e Museu da Universidade de Hartford (Connecticut, EUA).

Resende estuda com Wesley Duke Lee na década de 1960 e, com ele, Nelson Leirner, Geraldo de Barros, Carlos Fajardo e Frederico Nasser formam o Grupo Rex. De modo irônico e bem-humorado, os integrantes do grupo, editaram o jornal Rex Time e desenvolveram um espaço expositivo, a Rex Gallery and Sons, através dos quais temas como arte x mercadoria, a crítica dominante, o lugar do espectador foram postos em questão. Depois disso, num momento de forte crise política no país, funda a Escola Brasil:, com os artistas Carlos Fajardo, Frederico Nasser e Luiz Paulo Baravelli, cuja proposta era formar um Centro de Experimentação Artística. Na década de 1970, foi coeditor da revista Malasartes, com mais nove editores, entre os quais Carlos Vergara, Baravelli, Carlos Zilio, Rubens Gerchman, Cildo Meireles, Ronaldo Brito e Waltercio Caldas.

O trabalho O passante tem uma versão de doze metros de altura que está no Largo da Carioca e faz parte da Coleção Municipal do Rio de Janeiro. Para a exposição Arte Cidade de 2001, que contava com trabalhos projetados exclusivamente para o contexto urbano, Resende ergue seis vagões de trem a 45º do solo. Pelas palavras de Ronaldo Brito, “de aspecto quase volátil, ou quase amorfo, a escultura de José Resende resiste à apresentação através de imagens. Ligeiras, instantâneas, ou espessas e truncadas, no limite mesmo da individuação, tais peças prescindem de contemplação: observá-las e senti-las exige desde logo experimentá-las, repassar por conta própria as suas articulações construtivas”.    

Destaques da Carreira

O Passante, 1995, uma das obras mais importantes da trajetória de José Resende. Em aço cortein, com altura de 12 metros, está instalada no Largo da Carioca e pertence à Coleção da Prefeitura do Rio de Janeiro (foto Christiana Carvalho)

Intervenção urbana para o projeto Canteiro de Obras, no Memorial da América Latina, em 2012 (foto Christiana Carvalho)

Na instalação criada para o projeto artecidadezonaleste em 2012, José Resende simula um choque entre 6 vagões de trem (foto Antonio Saggese)

   
Bibliografia
Titulo José Resende
Autor Patricia Correa
Editora Cosac Naify
Páginas 324
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Desenho
    3. Escultura
    4. Fotografia
    5. Gravura
    6. Instalação
    7. Joia
    8. Objeto
    9. Pintura
    10. Relevo de parede
    11. Serigrafia
    12. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Art Rio 2014
    5. ArtRio 2015
    6. Camila Castanho e Gabriel Dib
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Paulo Venancio Filho
    10. Dia de doar
    11. Dia dos namorados
    12. Dublê de corpo
    13. Fabiana e Cristian
    14. Instituto Reciclar
    15. Lançamentos
    16. Laura Buchamar e Paulo Rogério
    17. Lembre-se de lembrar
    18. Múltipla de Múltiplos
    19. Myxathesys
    20. Nazareno
    21. O tempo e os tempos
    22. Releituras da natureza-morta
    23. Sp Arte 2014
    24. Sp Arte 2017
    25. SP Arte Foto 2015
    26. Universo
    27. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10