Carbono Galeria - se~norita - Cristina Canale

Carbono Galeria

Edições contemporâneas

< <

Cristina Canale

Rio de Janeiro, 1961 | vive e trabalha em Berlim, Alemanha

 

Cristina iniciou sua carreira artística trabalhando com desenho e pintura no Parque Lage, Rio de Janeiro, na década de 1980. Após firmar-se na cena brasileira como parte da Geração 80, juntamente com artistas como Beatriz Milhazes e Adriana... veja mais

se~norita
Relevo de parede
Técnica
impressão digital sobre papel Kozo Thick White 110g
Dimensões

( A x L)  64 x 64 cm
Data
2018
Edição
15 + 3PA

Em se~norita, Cristina Canale explora a imagem de um dorso feminino dividido em quatro partes, onde propõe um diálogo entre a abstração de cada parte e sua representação como um todo. A imagem reporta à sexualidade e nudez feminina, um diálogo entre transparências e opacos, linhas e manchas, descrição, narrativa e abstração.

 

A obra acompanha certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

Biografia

Rio de Janeiro, 1961 | vive e trabalha em Berlim, Alemanha

 

Cristina iniciou sua carreira artística trabalhando com desenho e pintura no Parque Lage, Rio de Janeiro, na década de 1980. Após firmar-se na cena brasileira como parte da Geração 80, juntamente com artistas como Beatriz Milhazes e Adriana Varejão, recebeu uma bolsa atelier-residência do Estado de Brandemburgo, na Alemanha, para realizar um projeto artístico no Castelo Wiepersdorf, e uma bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico ( DAAD) para estudar na Academia de Artes de Düsseldorf, onde permaneceu até 1995. Durante este período, estudou pintura sob a tutela do artista conceitual holandês Jan Dibbets.

As pinturas de  Cristina Canale combinam abstração e representação. Suas imagens parecem retratar um mundo líquido onde alguns elementos reconhecíveis surgem dentre campos cromáticos sobrepostos. Há décadas, seu trabalho investiga a história da pintura e da representacao e seu contínuo desenvolvimento. As obras do início de sua carreira são físicas, repletas de matizes escuros, linhas sólidas e impasto. Em meados da década de 1990, Cristina mudou-se para a Alemanha e  adotou uma paleta de cores mais luminosa e menos impastada, trabalhando com a sensibilidade das  linhas e areas de cor.

Seus trabalhos mais recentes revelam influências do fauvismo, pós-impressionismo e neoexpressionismo, em retratos de paisagens, pessoas, e cenas domésticas,  que lembram temas pré-modernos e do início do período modernista. Em toda sua obra, a artista combina o literal e o lirico, celebrando a maleabilidade e a magia da pintura em ambientes lúdidos. 

Cristina Canale expôs na 21ª Bienal de São Paulo (São Paulo, Brasil, 1991); e na 6ª Bienal de Curitiba (Curitiba, Brasil, 2011). Algumas de suas individuais mais recentes foram: Zwischen den Welten (Kunstforum Markert Gruppe, Hamburgo, Alemanha, 2015); Entremundos (Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil, 2014); Entre o ser e as coisas (Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil, 2014); e Protagonista e domingo (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2013). Também recentemente, participou das coletivas #2018 (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2018); A cor do Brasil, com curadoria de Paulo Herkenhoff e Marcelo Campos, no Museu de Arte do Rio (Rio de Janeiro, 2016), e Modos de ver o Brasil: Itaú Cultural 30 anos , OCA, (Sao Paulo, 2017).

Galerias Representantes
Destaques da Carreira

Vista da individual protagonista e domingo | 2013 | Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto

Vista da individual Entre o ser e as coisas | 2014 |  Galeria Nara Roesler, São Paulo

Vista da individual arredores e rastros | 2010 | MAM , Rio de Janeiro

   
  1. Todas as categorias
       
    1. Todas as categorias
    2. Carbono Voucher
    3. Desenho
    4. Escultura
    5. Fotografia
    6. Gravura
    7. Instalação
    8. Joia
    9. Objeto
    10. Pintura
    11. Relevo de parede
    12. Serigrafia
    13. Vídeo
  2. Artistas A-Z
       
    1. Menor valor
    2. Maior valor
    3. Obras A-Z
    4. Obras Z-A
    5. Artistas A-Z
    6. Artistas Z-A
    7. Maior tamanho
    8. Menor tamanho
  3. Acervo completo
       
    1. Acervo completo
    2. A palavra palavra
    3. A Pegada Pop
    4. Américas Amigas
    5. Art Rio 2014
    6. ArtRio 2015
    7. Cinéticos e Construtivos
    8. Curadoria Agnaldo Farias
    9. Curadoria Daniel Rangel
    10. Curadoria Ligia Canongia
    11. Curadoria Maria Montero
    12. Curadoria Paulo Miyada
    13. Curadoria Paulo Venancio Filho
    14. Dia de doar
    15. Dia dos namorados
    16. Dublê de corpo
    17. Elogios da cor
    18. IAC
    19. Instituto Reciclar
    20. Lançamentos
    21. Lembre-se de lembrar
    22. Lista de Casamento Carolina e Renato
    23. Lista de Casamento Catharina e Ricardo
    24. Múltipla de Múltiplos
    25. Múltiplos Pivô
    26. Myxathesys
    27. Nazareno
    28. O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro
    29. O tempo e os tempos
    30. PALAVRA-COISA
    31. Releituras da natureza-morta
    32. Sp Arte 2014
    33. Sp Arte 2017
    34. SP Arte Foto 2015
    35. Tão diferentes, tão atraentes
    36. Universo
    37. Variações
  4. Visualizar
       
 
  1. Sem título

    Angelo Venosa

    Escultura

    Técnica acrílico

    ( A x L x P)  26 x 33 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  2. Sem título

    Artur Lescher

    Escultura

    Técnica porcelana e couro

    ( A x L x P)  60 x 6 x 25 cm
    Data 2013
    Edição 30

  3. Sem título

    Carlos Vergara

    Fotografia

    Técnica impressão sobre placas de poliestireno recortadas e montadas

    ( A x L)  63 x 65 cm
    Data 2013
    Edição 10

  4. Sem título

    Iole de Freitas

    Escultura

    Técnica aço inox e policarbonato

    ( A x L x P)  70 x 35 x 20 cm
    Data 2013
    Edição 10